Responsividade: É realmente importante para o seu site?

Dentro do universo web, existem alguns fatos que não conseguimos escapar: a página sempre vai carregar mais devagar quando você está com pressa, a Wikipedia é a fonte universal de conhecimento e você sempre vai aceitar os “Termos e Condições”, mesmo que não os leia. Um outro fato é que todas as pessoas já devem saber é que os SmartPhones estão dominando o mundo. Segundo o site Statista, 52.2% de todo o tráfego em Websites no planeta se dá por meio de dispositivos móveis. Nesse contexto, a adaptabilidade de WebSites para aparelhos portáteis é uma preocupação imprescindível para qualquer desenvolvedor Web. Essa adaptabilidade é justamente o que se chama de Responsividade.

Responsividade é a capacidade de um site se adaptar às dimensões do dispositivo que está acessando a página, modificando seus atributos para permitir uma melhor experiência ao usuário. Hoje em dia, a experiência do usuário é tudo. Segundo o Google Thinks Inside, 61% das vezes que alguém entra em um site e tem dificuldade para encontrar o que procura, essa pessoa vai procurar outro site. No entanto 67% das vezes que ela fica satisfeita com a experiência, acaba por utilizar do serviço ou adquirir o produto oferecido na página. Mais do que nunca, um site versátil é essencial.

De forma geral, prepara-se o design para qualquer situação. Por exemplo, para celulares, verticalizar o site e aumentar a fonte de leitura são algumas das características interessantes. Tudo isso se faz por meio do próprio código do site. Justamente pensando nisso, o HTML, linguagem utilizada no desenvolvimento da aparência de uma página Web. Essa se atualizou para o HTML5, incluindo uma série de novas funcionalidades e ferramentas para o desenvolvimento com responsividade. Adotá-la ficou mais simples, prático e rápido. É apenas mais um cuidado muito importante que se deve ter no desenvolvimento do código.

Apenas como uma prova de como o mundo vem levando a responsividade de um WebSite a sério, em 2015 o Google otimizou o mecanismo de busca para priorizar os resultados que possuíssem responsividade. Basicamente, sites como esses aparecem mais acima e com mais frequência nas buscas do Google se comparados com os não adaptáveis. Assim, além de todo o benefício na experiência do usuário, um sistema com essa característica tem mais visibilidade e aceitação.

Nesse sentido, quando se constrói um site, conhecer as novas funções do HTML5 que proporcionam responsividade é uma responsabilidade indispensável para se alcançar um desenvolvimento completo e correto. Programadores sempre devem ter em mente que deve-se pensar em, no mínimo, dois Designs: para o computador e, mais importante ainda, para celulares. Somente se pode considerar o trabalho finalizado e bem feito quando ele se torna adaptável e versátil. É como uma fórmula na física: quanto mais situações ela se aplicar, mais os usuários vão gostar dela.

Arhur LimaConsultor de Tecnologia