O que é Energia Verde e qual o Impacto dela Atualmente?

Você sabe o que é Energia Verde? Será que ela causa algum impacto no meio ambiente? Nós te explicaremos o que significa, quais os tipos mais conhecidos e qual os efeitos que ela gera.

Você provavelmente já ouviu falar nas consequências que fontes de energia não renováveis – como petróleo e carvão mineral – geram na natureza. As mais conhecidas são poluição do ar, aquecimento global, chuva ácida, derramamento de substâncias nas águas oceânicas, entre outras. Assim, com o intuito de minimizar esses prejuízos ambientais, surgiu a chamada Energia Verde.

Energia Verde: o que significa?

Energia Verde é uma energia proveniente de recursos renováveis, isto é, aqueles que são reabastecidos naturalmente (como a luz do sol, o vento, as marés, o calor geotérmico e as chuvas). O grande diferencial dessa energia é que seu processo pode ser aproveitado causando pouca poluição. Mas aí surge a seguinte dúvida: “Como esse procedimento traz menos impactos para o meio ambiente?”. Para responder a pergunta, vamos esclarecer melhor quais são os tipos de energia verde.

Quais os tipos de Energia Verde?

  • Energia Fotovoltaica: é possível captar a energia do sol e convertê-la em eletricidade por meio de um painel fotovoltaico ou energia solar concentrada (CSP). Texto recomendado: “Energia solar: quais tipos de geração existem?”
  • Energia Eólica: o fluxo de ar que passa através de turbinas eólicas -que estão conectadas à rede de transmissão de energia elétrica- fazem com que elas girem, transformando energia mecânica em energia elétrica.
  • Energia de Biomassa: você sabia que é possível produzir energia a partir de materiais biodegradáveis? O que acontece é que quando os micro-organismos decompõem esse material, na ausência de oxigênio, um biogás é produzido, podendo ser utilizado como combustível em motores de gás.
  • Energia das Ondas: existem lugares onde o vento sopra de forma constante possibilitando um comportamento contínuo das ondas na costa. Dessa forma, um aparelho converte a energia cinética das ondas em energia elétrica.
  • Energia Nuclear: existem algumas formas de energia nuclear que são capazes de “queimar” resíduos nucleares por meio de um processo conhecido como transmutação nuclear. Esse processo é conhecido como Reator Rápido Integral.

Será que funciona mesmo?

Separamos ois exemplos de países onde a produção de Energia Verde funciona de fato: Noruega e Islândia. Noruega: cerca de 99% da produção de energia elétrica se dá por meio de usinas hidrelétricas. Islândia: cerca de 85% do fornecimento de energia é derivado de fontes de energia renováveis (65% de energia geotérmica).

Quais os impactos que o uso dessa energia traz nos dias atuais?

Impacto Econômico:

  • Países como os Estados Unidos e a China investem bastante em energia eólica, hidrelétrica, solar e biocombustíveis, contribuindo para ascensão de US $ 286 bilhões em 2015 no investimento mundial em tecnologias renováveis. Atualmente, os empregos associados à indústria de energia renovável giram em torno de 7,7 milhões.
  • Permitem que o país possua autonomia energética.
  • Propiciam o aumento da investigação em novas tecnologias que oferecem melhor eficiência energética.

Impacto Ambiental:

  •  Não produzem dióxido de carbono ou outros gases que intensificam o efeito estufa, melhorando assim a qualidade de vida (Ar mais limpo).
  •  Geração de poucos resíduos, logo baixa poluição local.
  •  São inesgotáveis para escala humana (caso haja manejo correto) quando comparado aos combustíveis fósseis.

Por que esse tipo de energia não é amplamente utilizado?

Se você chegou até aqui deve estar se perguntando por que esse tipo de geração não é comum. A maior desvantagem da energia verde é o preço que esse investimento requer para uma nação inteira. Mas existem outros pontos, separamos alguns deles:

  • Fotovoltaica/Solar: O preço extração do minério para construção das placas, na escala de um país inteiro, é muito alto. Por isso, alguns governos, como o de Minas Gerais, incentivam a geração de energia solar, muitas vezes comprando a energia do produtor individual.
  • Hidroelétrica: precisa de um espaço muito grande, e muitas vezes altera o relevo local. Também prejudica e desaloja populações.
  • Eólica: Precisa de um relevo ideal, que venta bastante. Ainda assim, a produção é muito baixa, necessitando de várias torres, aumentando o custo e gerando um alto barulho (poluição visual e sonora).
  • Ondas: Uma das mais caras atualmente, compete por lugar com banhistas e portos. Além de prejudicar a fauna e flora.
  • Nuclear: Ainda que acidentes não sejam tão comuns, causam um dano altíssimo para a população e o país. Por isso, há um grande medo de utilizá-la.
  • Biomassa: Além de ser muito lenta na conversão de energia, gera pouco energia comparado a outros meios.

Ficou interessado no uso de Energia Verde? Quer diminuir o impacto causado por energia não renovável e, ao mesmo tempo, investir em um projeto de eficiência energética? Entre em contato com a gente, estaremos à disposição para ajudá-los.

Texto recomendado: “10 dicas para economizar energia elétrica”.

Autora: Iana Sten. Assessora de Desenvolvimento.

2018-04-24T22:06:57+00:00 sexta-feira, 20/04/2018|Eficiência Energética, Projetos Elétricos|