Como aplicar eficiência energética no dia a dia?

Eficiência energética. Esse é um termo que nunca se ouviu falar muito no Brasil, mas que, felizmente, está cada vez mais presente nas rodas de conversa das pessoas. E, se você está aqui agora é porque provavelmente ouviu isso em algum lugar ou é alguém bem curioso. Os dois casos são muito legais e, por isso, vou explicar o que significa essas s e como elas podem ser aplicadas no seu dia-a-dia.

Bem resumidamente, eficiência energética é gastar menos para produzir o mesmo ou até mais. Explicando com outras palavras: suponhamos que você vai trabalhar todos os dias e, durante seu percurso, você gasta trinta minutos para dirigir dez quilômetros até chegar lá. Se você descobrir outro caminho de oito quilômetros e nele você demora vinte e cinco minutos para chegar até o trabalho, estará economizando tempo e gasolina para realizar a mesma atividade. O mesmo acontece com os equipamentos elétricos.

No passado, praticamente toda a iluminação dos imóveis era feita através de lâmpadas incandescentes, mas apesar de serem baratas, só transformam 5% da energia recebida em luz. Os outros 95% são transformados em calor, por isso são tão ineficientes. A mania das lâmpadas LED surgiu por conta disso. Apesar de serem mais caras que as lâmpadas incandescentes, têm uma performance cinquenta vezes melhor quando falamos de eficiência energética. Situação parecida acontece com a maioria dos eletrodomésticos.

Ao fazer uma compra, normalmente o consumidor só compara os preços dos produtos, mas não pensa a longo prazo, analisando o impacto que estes terão na conta de energia. Isso se deve aos ensinamentos escassos sobre o assunto no país, como citado anteriormente. Ao comprar eletrodomésticos, é recomendado que o consumidor se atente a presença do selo PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica). Se o selo estiver presente no equipamento, quer dizer que este eletrodoméstico tem eficiência energética maior do que um equipamento que não possui o selo. Isso significa melhorias, não só para a conta de luz, mas também para o meio ambiente. Indo mais fundo, a necessidade de criação de novas usinas seria reduzida, afinal quem paga pela construção e uso delas somos nós, população brasileira.

Selo PROCEL

Espero ter ajudado e que, agora, você também ajude outros a economizar e preservar o planeta. Caso queira saber mais, leia outros textos em nosso blog ou contate um de nossos consultores de vendas!

Artur MayrinkConsultor de Tecnologia da CPE