5 grandes incêndios causados por curto circuito

5 grandes incêndios causados por um curta circuito

Você já imaginou que um curto-circuito poderia gerar um incêndio? Pois é, eles são a principal causa de incêndios em instalações elétricas mal elaboradas ou mal conservadas. Veja exemplos de 5 grandes incêndios causados por um curto-circuito.
 

Um curto-circuito ocorre quando uma corrente elétrica elevada passa por um circuito que não está preparado para recebê-la. O resultado disso é a geração de faíscas ou até explosões que, dependendo das condições, são responsáveis pelo início dos incêndios.
Entre os principais provocadores de um curto podemos citar:

  • Erro no dimensionamento dos fios;
  • Falta de manutenção da Rede Elétrica;
  • Sobrecarga de Tomadas;
  • Uso de aparelhos elétricos próximos a água.

1. Incêndio no Edifício Wilton Paes de Almeida em São Paulo, 2018

O incêndio atingiu o edifício de 24 andares e provocou o desabamento do prédio. Ele foi causado por um curto-circuito em uma tomada no quinto andar, a qual estavam ligados três aparelhos eletro-eletrônicos: micro-ondas, geladeira e TV. O acontecido deixou uma vítima fatal e mais de 372 pessoas desabrigadas.

Fonte: G1

2. Incêndio Edifício Grande Avenida em São Paulo, 1981

No carnaval de 1981, o Edifício Grande Avenida, no centro de São Paulo, pegou fogo, provocando a morte de 17 pessoas e ferindo mais de 100. O fogo começou na sobreloja do prédio que era ocupada pela empresa Toyobo do Brasil Indústria Têxtil. Ocorreu uma sobrecarga de energia, que causou um curto-circuito que deu início às chamas. A precariedade das instalações de segurança  contribuiu para transformar o episódio em tragédia.

Fonte: Memorial Globo

3. Incêndio Edifício Joelma em São Paulo, 1974.

O Edifício Joelma era um prédio composto por salas e escritórios, onde trabalhavam em média 750 pessoas. Um curto-circuito no sistemas de ar-condicionado, no 12ºandar, causou um incêndio que se alastrou rapidamente para os outros andares através da fiação elétrica. O calor intenso fez algumas pessoas saltarem do prédio. Ao todo, 191 pessoas morreram na tragédia.

Fonte: Megacurioso

4. Incêndio em Shopping em Kemerovo na Rússia,2018

O incêndio no Shopping começou, segundo as autoridades, devido a um curto-circuito provocado por defeitos no sistema elétrico. Aos menos 64 pessoas morreram no ocorrido, sendo que 41 delas eram crianças. Investigadores disseram que o sistema de alarme de incêndio do prédio estava desligado e as saídas de emergência bloqueadas, o que agravou a situação.

Fonte: UOL

5. Incêndio em Vagão de Trem na índia, 2012

O Incêndio no vagão aconteceu devido a um curto-circuito perto de um banheiro, pouco depois do trem deixar a estação de Nellore, em sua rota rumo ao sul do país. Dos mais de 70 passageiros que estavam no vagão, 42 morreram e 25 foram hospitalizados com queimaduras graves.

Fonte: O Globo

A maioria dos curto circuito ocorre por falta de prevenção da pessoa que fez o projeto elétrico. Quanto mais prevenção houver, menores serão as chances de ocorrer um acidente. Uma boa prática é a instalação de fusíveis e disjuntores em circuitos que passam um corrente elevada. Os fusíveis queimam quando a corrente ultrapassa o limite previsto para o circuito evitando uma sobrecarga. E os disjuntores funcionam basicamente como interruptores automáticos que evitam curtos-circuitos quando dimensionados corretamente. Ao investir na segurança da sua rede elétrica, você estará investindo na segurança de pessoas e do seu patrimônio.

Melissa. Gerente de Projetos
2018-08-28T22:07:05+00:00terça-feira, 28/08/2018|Projetos Elétricos|