fbpx
imagem destacada (3)

Concepção: conheça as fases que fazem parte

Concepção é a fase inicial de um projeto, ela é fundamental para estruturar a ideia e definir o desenvolvimento. Envolve desde a  modelagem e cálculos até a análise e detalhamento refinado de cada elemento do processo. Mas, para fazer uma concepção eficiente e não deixar escapar nenhum detalhe é necessário seguir um passo-a-passo. Assim, separamos as 7 fases fundamentais que devem ser seguidas:

1. Design thinking – concepção

Design thinking é uma abordagem que facilita a organização de ideias e o direcionamento para resolução de problemas. Trata-se de um processo para estimular o pensamento crítico e a criatividade ao tomar uma decisão. É fundamental na elaboração de novos produtos, uma vez que, permite reunir diferentes perspectivas e encontrar soluções diversas. Nessa fase, serão levantada todas as ideias relacionadas ao projeto.

2. Definição de tecnologia

Hoje temos muitas tecnologias disponíveis no mercado, cada uma com suas especificidades. Assim, nessa etapa devera ser feita uma pesquisa aprofundada e uma análise com o objetivo de definir qual delas se encaixa melhor conforme a necessidade e trará mais benefícios para o projeto em questão.

3. Fluxograma e Diagrama de Banco de Dados

A partir desses elementos é possível visualizar melhor os fluxos e o comportamento de um sistema. Por isso, nesse momento, é desenvolvido o Diagrama UML (Linguagem de modelagem Unificada) que serve para descrever a estrutura e o comportamento do sistema e dos objetos contidos nele. Além disso, também é feito um fluxograma das páginas que irão compor o sistema e a relação entre elas.

4. Análise dos pontos de função – concepção

Etapa sob a qual é realizada uma análise técnica do projeto, a fim de entender quais são as entidades e as relações estabelecidas entre elas. Além disso, define-se quais funções serão atribuidas a cada uma delas.

5. Mock-ups – concepção

Mockups são ferramentas utilizadas como modelo ou representação real de um projeto ou dispositivo, tem como objetivo apresentar a ideia com um design próximo ao final do produto. Assim, permite deomonstrar como será o produto antes de sua finalização, simulando aspectos de cores, formas texturas, e outros, para que o cliente possa avaliar .

6. Definição de regras de negócio

A partir da ideia, define-se como ela será dividida e quais serão as entregas até chegar ao projeto final. Nessa fase, as relações entre a empresa contratada e cliente deve ser bem estabelecidas a fim de haver um consenso entre o que se espera e o que será de fato entregue e como será entregue. Também nessa etapa, todas as regras não relacionadas a uma funcionalidade específica, mas que são exigências do projeto, devem ser estipuladas.

7. Definição de requisitos funcionais e não funcionais

Neste momento, deve ser realizado um levantamento de toda função que o sistema deve ter a capacidade de fazer. Esse levantamento deve ser feito de forma detalhada e abranger além dos requisitos funcionais que estão diretamente relacionados as necessidades do projeto, também os não funcionais que envolvem a forma como a necessidade será resolvida.

Assim, ficou claro que são muitas as fases para fazer um bom projeto de concepção e pode dar um pouco de trabalho. Mas não se preocupe, a CPE pode fazer tudo isso para você! Entre em contato e tire suas dúvidas.

Conheça nosso instagram e veja mais sobre concepção!

Compartilhe esse post: